Como funciona um bloco autônomo de iluminação de emergência? A Tem na trena responde           

Como funciona um bloco autônomo de iluminação de emergência? A Tem na trena responde           

Você sabia que uma das medidas de proteção e também de combate a incêndio mais comuns é a de iluminação de emergência? Seja qual for o tipo de edificação, área construída ou altura, o Corpo de Bombeiros vai exigir a instalação do bloco de iluminação de emergência. Por isso, é sempre muito importante entender como o sistema de iluminação de emergência funciona.

Pensando nisso, nós da Tem na Trena separamos as informações mais importantes para você entender como funciona um bloco autônomo de iluminação de emergência, além de outros. Confira!

Sistema de iluminação de emergência: o que é?

Para você que ainda não sabe o que é ou para que serve o sistema de iluminação de emergência, saiba que a definição, de acordo com a ABNT NBR 10898 (1999) é: “Iluminação que deve clarear áreas escuras de passagens, horizontais e verticais, incluindo áreas de trabalho e áreas técnicas de controle de restabelecimento de serviços essenciais e normais, na falta de iluminação normal.”

Uma vez que esse sistema é definido, é muito importante ressaltar que são três os tipos de fonte de energia que são aceitos para alimentação do Sistema de Iluminação de Emergência (SIE) Sistema de Iluminação de Emergência (SIE). São eles:

Conjunto de blocos autônomos

De acordo com ABNT NBR 10898 (1999), o conjunto de blocos autônomos nada mais são do que aparelhos de iluminação que são constituídos por apenas um invólucro, contando com uma fonte de energia com carregador e sensor de falha na tensão alternada (dispositivo que coloca o aparelho em funcionamento).

Segundo a IN011, subseção I, artigo 16, saiba que a única exigência específica para que o sistema autônomo seja aceito é que exista uma tomada que seja exclusiva para cada um dos blocos.

Sistema centralizado com baterias recarregáveis

Segundo a ABNT NBR 10898 (1999), saiba que o sistema centralizado que conta com baterias de acumuladores elétricos é formado por um circuito carregador com recarga automática que atende a autonomia do SIE.

Sistema centralizado com grupo moto-gerador

Já o esquema de funcionamento do grupo moto-gerador é muito parecido com o de central de baterias. Saiba que é limitado ao tempo de comutação em 12 segundos, com circuitos que contam com a capacidade de atender a pavimentos que sejam alternados, dois circuitos independentes por escada e mais, para os tanques de armazenamento de combustível com volume igual ou superior a 200 L deve ser prevista bacia de contenção com 1,5 vez o volume do tanque.

Aqui na Tem na Trena você encontra o que há de melhor em bloco autônomo de iluminação de emergência para contar com a melhor segurança em situações de emergência em que a luz cai, como a nossa calha luminária e muito mais, todos com a melhor qualidade e eficácia do mercado para as mais variadas situações. Você ainda pode encontrar outros aparelhos e acessórios para deixar a estrutura da sua casa ainda mais completa. Venha conferir as nossas melhores opções de produtos para a sua residência e fique de olho em nossas melhores ofertas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.